0

Utilizando o mesmo esquema aplicado em outras cidades brasileiras, um homem identificado como José Carlos Conceição, 34 anos, mais conhecido como “Zé da Torre”, foi detido pela Polícia Civil de Canindé no início da tarde desta terça-feira, 3, após atrair um considerável número de pessoas subindo na torre de uma concessionária telefônica instalada no bairro do Monte, nesta cidade do Sertão Central.
Após atrair a atenção de quem passava pelo local, “Zé da Torre”, passou a gritar que iria pular de uma altura de aproximadamente 15 metros. Trajando apenas uma calça, como o saco de náilon aos pés, ele se movimentava de um lado para o outro em uma das plataformas da torre metálica e acabou chamando a atenção da vizinhança. Alguns moradores ficaram comovidos e até se ofereceram para ajuda-lo.
Equipes da Polícia Militar, da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros foram acionadas para o local. Até a Guarda Municipal e uma ambulância do Grupo de Socorros de Urgência (GSU) deram apoio. “Zé da Torre” alegava que estava passando fome e além de não ter onde morar ainda estava sendo discriminado por ser morador de rua.
Após mais de duas horas os bombeiros militares conseguiram convencer José Carlos a descer da torre. Enquanto isso a equipe da Polícia Civil de Canindé averiguava que ele já utilizou essa mesma estratégia, a do “golpe do suicídio” em outras cidades. Ele chegou a ser socorrido ao hospital, onde foi detido e conduzido para a Delegacia Regional da Polícia Civil.
Segundo um inspetor “Zé da Torre” confessou que já aplicou o mesmo golpe em cerca de 160 cidades, em vários estados, a maioria no Nordeste. Entretanto, apesar de algumas pessoas terem arrecadado dinheiro, mas não chegando a entregar a ele, também não registrando nenhuma queixa, o falso suicida foi liberado. Em seguida ele desapareceu da cidade, acrescentou o policial.

Diário Sertão Central

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top