0
Um homem de 66 anos foi preso na manhã desta quarta-feira (18), em Campina Grande, suspeito de estuprar uma criança de 9 anos. A vítima é enteada do suspeito e mora com ele no bairro do Mutirão. Em depoimento, a criança contou que os abusos ocorriam desde o mês de dezembro de 2014. De acordo com a delegada Alba Tânia, que investigou o caso, os abusos foram descobertos através de uma denúncia anônima.
A delegada que acompanha o caso explicou que recebeu uma ligação, onde a pessoa informava que tinha ouvido gritos da casa e que a criança poderia estar sendo violentada.
Em depoimento na delegacia, a menina disse que os abusos estavam acontecendo quando o padrasto e ela ficavam sozinhos em casa. “No início ele pedia para a menina tocar os órgãos genitais dele e nos últimos meses passou a acariciar a menina também”, contou a delegada.
Ainda segundo a delegada, a mãe da vítima contou que já chegou a flagrar o homem acariciando a menina e teria brigado com ele. “Nós também estamos investigando a culpabilidade da mãe. Se ela sabia dos abusos e foi omissa, também responderá pelo crime. É preciso denunciar”, acrescentou Alba Tânia.
O padrasto foi preso por força de mandado de prisão preventiva, cumprido por agentes da Delegacia de Repressão a Crimes Contra a Infância e Juventude de Campina Grande, quando estava em casa. O homem foi encaminhado para a delegacia ainda na quarta-feira, foi ouvido e conduzido para a penitenciária Padrão, em Campina Grande.

****Portal  Litoral PB

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top