0
Mari Gonzalez já afirmou que, entre quatro paredes, faz todas as vontades do seu parceiro, mas até chegar a esse ponto, ele precisa percorrer um longo caminho. A morena, que revelou ter transado com apenas um homem em sua vida, afirmou que não é uma mulher fácil. “Eu gosto de provocar e instigar. Então, se uma pessoa me quer, tem de ralar porque não é fácil, não”, afirmou ela, nos bastidores das fotos do seu primeiro ensaio para o Paparazzo.
E parece que o ex-BBB Jonas está disposto a percorrer este caminho para conquistar a moça. Os dois foram fotografados juntos durante um evento no final de semana e ele se derreteu em elogios a ela. Mesmo assim, Mari afirma que os dois ainda não estão vivendo um affair, mas também não descarta: “Eu e Jonas estamos nos conhecendo. Ele é uma pessoa do bem e temos muita coisa em comum”, afirmou.
A integrante do 'Pânico' revelou também que ainda não rolou nada com o ex-BBB. “Não houve ainda uma noite de amor. Estamos apenas nos conhecendo e somos amigos”, repetiu ela, acrescentando: “Sexo tem que ser com amor. Não vale a pena dar por dar. Eu preciso realmente conhecer a pessoa antes de me entregar. Tem de rolar química”.
sil1.png
Amor selvagem e lugares inusitados
Mas isso não quer dizer que na Hora "H" ela gosta apenas “papai e mamãe” tradicional. “Entre quatro paredes não pode ser só amor, não. Tem que ser arretado. Tem que ser um amor selvagem. Amor só no coração”, brinca ela, que revelou gostar de uns tapinhas durante a relação. “Eu acho que vale tudo. Se quiser bater, pode bater. Já sai machucada até. Estava com meu namorado e ele me bateu. Ai falei: tá fraco, ai ele de novo e eu continuava. Aí teve uma que ele me deu na cara, eu fiquei com a marca da mão. Quase que desmaie. Mas, também, eu pedi”.
sil2.png
Mari afirma que quando se entrega é para valer. Ela já revelou toparia um ménage se o namorado pedisse e disse que não gosta de rotina em relacionamento. “Rotina estraga muito. Tem de inovar. Eu ia a sexshop, comprava óleos, lingerie diferente, criava personagens... Não dá para manter um relacionamento longo sem criatividade”.
O sexo em lugares inusitados também é um fetiche da panicat. “Não gosto dessa coisa só na cama. Gosto do frio na barriga de poder ser pega. Já transei no praia, na piscina, no carro, na cama da sogra.. Oxi! É bom demais. Também já fiz no banheiro de uma festa. Deu uma adrenalina porque era um único banheiro e as pessoas ficavam batendo na porta”.
sil3.png
Mas ela conta que ainda não realizou todas as suas fantasias sexuais. “Tenho fetiche por transar no avião. Sou louca para fazer! Elevador também deve ser muito bom, mas tem o problema da câmera, né?”, disse ela, que não aderiu à moda dos “nudes”. “Tenho medo. É melhor não arriscar e quer saber, é melhor ver ao vivo mesmo!”.
sil4.png
sil5.png
sil6.png
sil7.png
sil9.png
sil10.png
sil11.png
sil12.png
sil13.png
sil14.png
sil15.png
sil16.png
sil17.png
sil18.png
sil19.png
sil20.png
sil21.png
sil22.png
sil23.png
sil24.png
sil25.png
sil26.png
sil27.png
sil28.png
sil29.png
sil30.png
sil31.png
Fonte: Ego

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top