0
Pai do menino acabou não resistindo. Mãe está internada em estado grave


Luciano com o filho de 4 anos (Foto: Reprodução)
Um menino de 4 anos morreu depois de ser picado por um escorpião na segunda-feira (2) em Ibirá, no interior de São Paulo. Os pais, caseiros de uma fazenda, ficaram desesperados com a perda e resolveram tomar veneno. Lucas Sanches da Silva, 40, pai do garoto, morreu hoje. A mãe, Natália Balieiro, está internada em estado grave na UTI do Hospital de Base de São José do Rio Preto.
A família vivia na fazenda em que Lucas e Natália trabalhavam. Ainda não se sabe que tipo de veneno o casal tomou. Depois que o menino foi picado, os pais o levaram até o Hospital da Unimed, em Rio Preto. Depois de ser atendido, o garoto foi transferido para o Hospital da Criança e Maternidade (HCM), onde acabou morrendo. Ao saber da morte do filho, o casal voltou para Ibirá, retornando à fazenda, e tomou o veneno.
O filho do dono da fazenda ainda chegou a socorrer os dois até a Santa Casa de Ibirá. O pai já chegou desmaiado e acabou não resistindo. A mãe foi logo transferida.
"O que mais me chamou a atenção foi o fato dos dois terem tomado o veneno, porque geralmente um dos pais segura, pondera. Mas, ao que parece, é que os dois decidiram tomar o veneno em um ato desesperado mesmo", afirmou ao G1 o delegado Luciano Teres.
Os corpos do menino e de Lucas foram velados nesta terça. O avó materno do menino, José Manuel Fernandes Balieiro, afirmou que Natália sempre dizia que não conseguiria viver se perdesse o filho. "Se algum dia acontecer uma coisa com ele (neto), ela (filha) falou que iria junto. Se um dia acontecesse alguma coisa com ele, vai enterrar nós três juntos. E aconteceu", diz José Manuel.
Correio 24horas

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top