0

De acordo com o IJF, o paciente não resistiu ao ferimento e teve morte cerebral

Após quatro dias de internação no Instituto Dr. José Frota (IJF), morreu, na noite desta sexta-feira (27), Francisco Roberto Oliveira (46), suspeito de assassinar o vice-prefeito do município de Choró, Francisco Sidney Cavalcante de Sousa (42), e a própria esposa, a técnica de enfermagem Maria Elisângela Gomes (35). De acordo com o IJF, o paciente não resistiu ao ferimento e teve morte cerebral.
Francisco Roberto, conhecido como 'Júnior Moura' havia sido internado em estado grave após atirar contra a própria cabeça depois de ter confessado os dois crimes. Na última terça-feira (24), o suspeito invadiu a Prefeitura de Choró fazendo Sidney Cavalcante de refém e cerca de duas horas depois o assassinou com nove tiros.

Já a esposa foi morta ainda no sábado (21),em Fortaleza, e o corpo colocado em um freezer no apartamento do casal, localizado na Avenida Augusto dos Anjos, no bairro Joquei Clube. As investigações do crime ficaram sob a responsabilidade da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE).

Fonte: DN

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top