0
Um gerente de uma agência da Caixa Econômica Federal foi libertado de cárcere privado em um operação da Polícia Militar na noite da última segunda-feira, 23. De acordo com Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a vítima era mantida refém por dois suspeitos armados, em sua própria residência, no bairro Granja Portugal. Conforme a SSPDS, a dupla ameaçavam o funcionário para conseguir a chave do cofre da agência bancária, localizada no bairro João XXIII.
A operação terminou na prisão em flagrante dos dois suspeitos e mais um apontado como o que levou a dupla à casa da vítima. Foram presos ameaçando a vítima Brendo Raniel de Sousa, 22,sem antecedentes criminais, e Fábio Robério Santos de Paulo, 35, que de acordo com a secretaria responde a sete procedimentos policiais por roubo e um furto. Já Pedro Teixeira de Macedo, 24, sem antecedentes criminais, foi preso com a continuidades das investigações.
Prisões
Conforme detalha a sSPDS, os policiais militares realizavam patrulhamento pela região, na Área Integrada de Segurança 2 (AIS 2), e foram acionados para uma ocorrência de sequestro e cárcere privado, recebida pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops).
Na casa, o funcionário era ameaçado por Fábio e Brendo. Com reforço e bloqueio policial, os suspeitos foram rendidos e, com eles apreendidos dois revólveres calibre 38 (um com numeração adulterada), além de três aparelhos celulares.
A polícia ainda recebeu informações a respeito da localização de um terceiro envolvido, que teria levado, de carro, a dupla à casa da vítima. Na rua 436, no Conjunto Ceará, os policiais flagraram Pedro Teixeira chegar de mototáxi ao imóvel indicado e descobriram conversas de áudio entre ele e a dupla de infratores pelo aplicativo Whatsapp.
Os três foram encaminhados ao 12º Distrito Policial (DP) e todos foram autuados em flagrante por extorsão.
Fonte: Redação O POVO Online 

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top