0
A "esperteza" de uma criança de apenas seis anos, que viveu um momento de desespero ao ser abusada pelo padrasto ajudará a Polícia Civil do Distrito Federal investigar o caso. Apesar da pouca idade, a menina teve a iniciativa de colocar um celular para gravar e enviar as imagens para uma tia.
Após ver as imagens, a tia que ficou horrorizada com a situação, mostrou para outras três irmãs que denunciaram o abuso na delegacia. Enquanto o caso é investigado, a menina está sob os cuidados do pai biológico.
Mesmo com as imagens registradas pela vítima, o suspeito prestou depoimento à polícia tentando se defender das acusações. Se condenado, o padrasto pode ficar preso por até 15 anos, respondendo por estupro de vulnerável com agravante de crime cometido em ambiente familiar.
REVOLTA
A postura da mãe da menina revoltou as tias. Segundo elas, a mãe não teria se afastado do companheiro mesmo diante dos registros da cena de estupro.

(Com informações do R7)

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top