0
 Uma cabeça foi encontrada dentro de uma caixa, na manhã de ontem, na Lagoa 4, no Barro Preto em Aquiraz. O restante do corpo foi achado cerca de 500 metros de onde a cabeça estava. De acordo com a Polícia, a vítima foi atingida por tiros, golpes de faca e, provavelmente, foi decapitada com uma foice. Os suspeitos já foram identificados.
Conforme informações do inspetor Romário, da Delegacia Metropolitana de Aquiraz, Diego Gomes da Silva, 16, tinha envolvimento com tráfico de drogas e era suspeito de vários homicídios. "Acreditamos que o homicídio tenha ligação com o tráfico de drogas. Ele fazia parte de uma quadrilha que disputava aquela área com outra. Os criminosos foram muito cruéis, ousados, exatamente para dar o recado aos adversários. Já iniciamos as investigações e identificamos os envolvidos. Acreditamos que eles serão presos, em breve", afirmou o inspetor.
Ainda na manhã de ontem, na entrada da Praia do Barro Preto, também em Aquiraz, um homem identificado como Rogério Barbosa da Costa, o 'Barão', 35, foi executado. Segundo o inspetor Romário, ele era motorista de uma ambulância da Prefeitura de Aquiraz, mas também tinha envolvimento com tráfico. A vítima trafegava em uma moto, quando foi abordada por dois homens, que emparelharam com seu veículo e atiraram.
"Estávamos investigando um crime, quando fomos avisados do outro. Pode ser que os dois casos tenham relação, porque eles são ligados a quadrilhas rivais, mas ainda não foi confirmado se este último foi realmente uma vingança", disse o agente.
Mutilações - No último dia 22 de dezembro, o corpo de Bruno Felipe de Sousa Santos, 13, foi encontrado sem um pé, no Barroso II. O pé do garoto foi encontrado em um pote, com uma cobrança de R$ 8 mil feita por um traficante. Em outro caso, o corpo de Antônio Jerfeson Lima foi achado carbonizado e sem a cabeça, no dia 31 de dezembro, em Redenção.
*** Diário do Nordeste - Imagem ilustrativa para o Aconteceu Ipu

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top