0
A Polícia Civil acredita que o grupo pode ter envolvimento em ações semelhantes.

A Polícia Civil já tem suspeitos de praticarem o assalto que resultou na morte do policial civil, Antônio Robério de Oliveira (50). Quatro homens teriam participado da ação. A vítima, que estava com familiares em uma celebração de ano novo, foi atingido com dois disparos: um no pescoço e outro nas costas. O crime ocorreu na noite desta quinta-feira (31), em Beberibe, 79 km de Fortaleza.

Robério, que trabalha em Brasília, mas é natural de Iguatu, no interior do Ceará, estava de férias e aguardava a chegada do novo ano em uma casa de praia. Os suspeitos se aproximaram em um carro e abordaram a residência. Segundo Ana Paula Lima, vice-presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará (Sinpol), a vítima não estava no local, no momento da abordagem, mas foi avisado por terceiros que a casa estava sendo invadida.

Ao entrar no espaço para defender aqueles que tinham sido rendidos, o policial foi atingido por um dos suspeitos que estava próximo a um muro. Um helicóptero foi acionado para trazer a vítima para Fortaleza, mas o homem não resistiu e morreu na casa de praia.

O grupo fugiu com a arma de Robério. A Polícia Civil desconfia que os assaltantes sejam os mesmos que agiram outras vezes em casas da região. Segundo Ana Paula, outras residências já sofreram o mesmo tipo de ataque, sendo que s assaltantes analisam as casas que atacam e tem preferência por aquelas em que estejam policiais.

Até a tarde desta sexta-feira (1), ninguém foi preso. Mais informações sobre a identificação dos suspeitos não pode ser repassada para não atrapalhar as investigações.

Via Cnews

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top