0
Um soldado da Polícia Militar de Sobral, identificado como Antonio Anderson do Nascimento, de 25 anos, morreu na madrugada deste sábado (7), no bairro Sinhá Saboia. Ele foi atingido por tiros quando tentou impedir a morte de um casal. 
Por volta da meia-noite, dois indivíduos numa moto modelo Honda Bros abordaram um casal. Segundo a Polícia Civil de Sobral, tratava-se de uma execução por conta de uma rivalidade entre gangues. Anderson estava de folga, à paisana, e escutou os disparos nas proximidades do local. Ao tentar intervir na ação, ele trocou tiros com os suspeitos e, segundo populares, sofreu ferimentos no peito, no braço e no ombro, mas não resistiu. 

No tiroteio, o garupeiro da moto, ainda não identificado, foi atingido no abdômen e também morreu. Horas depois uma adolescente foi localizada com uma moto, também de modelo Bros. Segundo a Polícia, ela admitiu que teve participação no crime.

Equipes da Polícia Militar encontraram o revólver calibre 38 dos indivíduos com várias cápsulas deflagradas, assim como a pistola calibre 380 do policial. Um dos alvos da tentativa de execução levou um tiro nas costas e se encontra em estado grave na Santa Casa de Misericórdia de Sobral. A ocorrência vai ser investigada pela Polícia Civil.

Oitavo policial morto em 2016

Com a morte do soldado Antonio Anderson do Nascimento, o número de policiais assassinados no Ceará chegou a 8 em 2016. O primeiro caso ocorreu em 9 de janeiro e vitimou o soldado Hudson Danilo Lima Oliveira, em Jaguaretama. No mesmo mês, no dia 19, o subtenente Benedito Gomes Assunção morreu em decorrência de uma discussão no trânsito. No dia 28 de janeiro, o sargento José Eudes da Silva Monte reagiu a um assalto a ônibus em Fortaleza.

No dia 12 de fevereiro, o soldado Augusto Hébert Rabelo Félix também foi assassinado após reagir a um assalto. O subtenente Carlos Herbênio Rodrigues foi executado em Jaguaretama no dia 19 de fevereiro. Em abril, no dia 6, Alisson Paulinelly Mendonça morreu ao reagir a um assalto e, no dia 18, o subtenente Francisco Wellington da Silva foi assassinado em Pacajus ao reagir a um roubo em um banco. 

Diário do Nordeste

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top