0
Um vídeo mostra o momento em que o morador cai de um prédio em Copacabana. Nas imagens, é possível ver o corpo do taxista Paulo Domingues Lourenço, que foi jogado do nono andar do edifício onde morava, na rua Figueiredo de Magalhães, no bairro da zona sul do Rio. O crime aconteceu na manhã de terça (24).
Após a queda do corpo, o vídeo mostra curiosos se reunindo em volta e a chegada da polícia, cerca de dez minutos depois. O local foi isolado para o trabalho da perícia.
O taxista teria sido jogado do prédio por Erick Alessandro Menegotto, de 22 anos, que seria companheiro dele. O suspeito também morreu após tentar fugir do prédio utilizando uma corda improvisada com lençóis amarrados. Na fuga, ele caiu na laje do terceiro andar e chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Antes de morrer, ele confirmou a um policial que estava no apartamento no momento da tragédia.
Segundo a polícia, não há confirmação do relacionamento dos dois, mas os investigadores acreditam que eles se conheciam, já que a entrada de Menegotto no prédio teria sido autorizada por Lourenço. Imagens das câmeras de segurança mostram que o suspeito subiu por volta das 3h de ontem, mas não entrou. Em seguida, ele voltou para a portaria e esperou o taxista acordar e teve o acesso liberado pela própria vítima.
De acordo com as investigações, o suspeito já tem antecedentes criminais e a polícia trabalha com a possibilidade de latrocínio — roubo seguido de morte — já que o apartamento estava revirado.
Os dois corpos foram encaminhados para o IML (Instituto Médico Legal) e, até a tarde de ontem, nenhum familiar ou parente havia aparecido para identificá-los ou liberá-los. Após análise, médicos legistas do instituto disseram que a vítima teria sofrido golpes com tesouras antes de ser jogada do prédio. Imagem ilustrativa
*****R7
Vídeo:

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top