0
 A segurança pública cearense tem sido reforçada no interior e nas extremidades do Estado. Somente em maio deste ano, 16 armas de fogo foram apreendidas nas divisas do Ceará com outros Estados nordestinos. Essas ações são resultados dos trabalhos desenvolvidos pelo Batalhão de Divisas da Polícia Militar do Ceará, que atua nos limites territoriais do Ceará no combate ao tráfico de drogas, de armas e a ações contra bancos.
O mês de maio também refletiu em mais de 8 mil veículos e 1.100 pedestres abordados e 29 procedimentos policiais realizados nas fronteiras. Ao todo, foram 23 flagrantes, um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e quatro Boletins de Ocorrência (BO) registrados. Entre os transportes abordados estão carros, motocicletas, ciclos, ônibus, vans e caminhões.
De acordo com o tenente coronel Paulo Sérgio, comandante do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) e do Batalhão de Divisas, as abordagens fazem parte de ações preventivas, visando a apreensão de armas e drogas, com a ressalva: “Temos a missão de trabalhar nas divisas”. Ainda segundo ele, o Batalhão de Divisas conta não só com o apoio de destacamentos da PM cearense, mas também de Estados como Rio Grande do Norte, Pernambuco e Piauí. Os militares do Batalhão de Divisas atuam em conjunto ainda com policiais de outros destacamentos e de forças parceiras como as Polícias Civil (PC), Rodoviária Federal (PRF) e Federal (PF).


Somente no mês passado, cinco veículos foram recuperados nas fronteiras. Além disso, cinco quilos de entorpecentes foram apreendidos nas estradas, que funcionam como portas de entrada e saída do Ceará. As ações policiais também buscam conscientizar condutores quanto à péssima combinação entre bebida alcoólica e direção. No quinto mês deste ano, quatro pessoas foram autuadas por dirigir veículo automotor sob a influência de álcool ou substância de efeito análogo – com base no artigo 306 no Código de Trânsito Brasileiro.

Polícia Militar do Ceará

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top