0
Um morador de Tomsk (Sibéria, Rússia) percebeu que havia algo estranho no topo de uma árvore na região. Não era nada menos do que o cadáver de um homem mumificado.
Investigadores russos disseram que o homem teria morrido havia cerca de oito meses, provavelmente de hipotermia, abraçado ao tronco a 15 metros de altura.
A descoberta do corpo foi feita em 1º de julho, à beira de uma estrada que leva à cidade “proibida para estrangeiros” de Seversk, onde a Rússia enriquece e reprocessa urânio e plutônio, de acordo com o “Siberian Times”.
Fotos da múmia foram divulgadas pelas redes sociais russas e ocidentais, onde se especula sobre o que o teria levado a subir. O morto não foi identificado.

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top