0
Uma grávida de 26 anos foi encontrada morta em um terreno baldio na cidade de Araras, interior de São Paulo. De acordo com a polícia, acredita-se que a vítima foi assassinada a pauladas depois de ter sido estuprada. A vítima estava seminua e com ferimentos na cabeça provocados, provavelmente, por pauladas.
A gravidade dos ferimentos impediu que os policiais fizessem o reconhecimento de Mayara Daiane no local. As roupas dela estavam próximas do corpo, junto com um preservativo usado. 
O delegado Francisco de Oliveira, responsável pelo caso, acredita que pode ter ocorrido alguma desavença entre a vítima e o agressor antes do crime. Próximo de onde a vítima foi encontrada, há um reduto usado por caminhoneiros e garotas de programa. Segundo o delegado, há uma informação de que a vítima fazia programas na região e que o assassino seja um cliente. A família não sabia da profissão da jovem. Foi encontrada uma carteirinha de transporte público de Pirassununga, onde a vítima morava. A mulher era mãe de três crianças.
*****R7

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top