0
VILHENA - O grave acidente aconteceu na noite deste sábado, 11 de fevereiro, na BR-364, próximo a subestação da Eletrobras, área rural de Vilhena. Conforme apurado pela reportagem, o motorista da carreta Scania, modelo T113 4X2 360 de cor azul e placa AEO-3861/Ariquemes-RO e tinha como passageira, sua esposa, transitavam pela BR-364 sentido Porto Velho, quando foram atingidos frontalmente por outra carreta.
O motorista da carreta Volvo, modelo NL12 360 4X2T EDC de cor branca e placa MPQ-3112/Vilhena-RO transitava em alta velocidade pela BR-364 sentido Vilhena, quando iniciou ultrapassagem indevida ao ônibus Mercedes Bens, modelo Marco Polo Paradiso de cor branco e placa OGV-9653/Goiânia-GO da empresa Maia Transportes.
Durante a ultrapassagem indevida, o motorista teria cochilado ao volante e ao tentar voltar para o seu lado da pista, fez com que o motorista do ônibus tivesse de tirar o veículo para fora, momento em que o motorista da carreta, retornou para contramão de direção e colidiu violentamente contra a carreta do casal de ariquemenses.
O motorista do ônibus, realizou uma manobra e conseguiu irar o mesmo para fora da pista, sem tombar e salvando assim, a vida de todos os passageiros.
Com a colisão entre as carretas, o motorista de Ariquemes acabou apresentando morte instantânea e ficado preso as ferragens e sua esposa, também presa as ferragens, apresentava traumatismo craniano e diversos ferimentos, além do estado de choque, sendo retirada do local, por homens do Corpo de Bombeiros e policiais militares.
A esposa da vítima fatal foi encaminhada em estado grave ao pronto socorro do Hospital Regional através da unidade de resgate do Corpo de Bombeiros, juntamente com o motorista da outra carreta, que apresentava leves ferimentos.
A Polícia Rodoviária Estadual Militar (PRE) teria prendido o motorista que causou o acidente, uma vez que o mesmo, após o sinistro, tentou evadir-se do local a pé. Sendo assim, após perícia, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) responsável pela rodovia, deverá apresentar o mesmo na Delegacia de Polícia Civil para as devidas providências.
Equipes do Corpo de Bombeiro realizam a retirada do corpo do motorista enquanto a equipe da Polícia Técnico-Cientifica (Politec) realiza a perícia no local dos fatos.
Não há horário certo para a liberação total da via, uma vez que, as cargas e destroços das carretas encontram-se espalhadas nos dois lados da rodovia.
Fonte: Rota Policial News
 Publicado por Richard Nunes
DRT - 1613/RO

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top