Assaltante foi identificado oficialmente nesta quinta-feira. A idosa de 87 anos que matou o assaltante Márcio Nadal Machado, na madrugada, em Barrinha - SP, e foi presa e indiciada pela Polícia Civil por homicídio e posse ilegal de arma. A tese de legítima defesa não é analisada pela polícia, que tem a obrigação de indiciar a mulher como autoria de um homicídio, já que houve crime.


A idosa disse que já foi assaltada outras 15 vezes pelo mesmo bandido e por isso resolveu comprar uma arma e ficou esperando o bandido.


A aposentada deverá ser levada a júri e somente na Justiça poderá ser absolvida por legítima defesa, que é uma das excludentes de ilicitude previstas em lei.


O assaltante foi identificado oficialmente nesta segunda-feira.


Márcio Nadal Machado, 33 anos, estava em liberdade provisória e é suspeito de furtos na área central da cidade. Ele estava fora da cadeia desde o dia 17 de dezembro. Machado foi morto com três tiros pela aposentada depois dele ter invadido o apartamento dela.


Para a promotoria: Exercer justiça com as próprias mãos não é direito do indivíduo, e sim do poder judiciário, detentor do poder-dever da jurisdição. Portanto, em casos de conflitos de interesses a causa deve ser levada à justiça para que esta possa tomar as devidas providências, e que para ilustrar a conclusão: Bandido bom é bandido morto: bandido = criminoso = quem comete crimes = crimes de incitação a violência, agressão, homicídio, lesão corporal, quem comete é = criminoso = bandido = bandido bom é bandido morto!


Fonte: Jornal o pioneiro

Você Repórter

Você Repórter
 
Top