0
Um total de 61 municípios cearenses estão em situação de emergência por conta da seca, segundo o Governo do Estado. O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado na última terça-feira (18). Atualmente já existem 33 municípios com reconhecimentos vigentes por conta da estiagem.
Com a publicação, o Ceará espera receber recursos do Governo Federal para iniciar ações de combate à estiagem. Mesmo com as constantes chuvas que vêm caindo nos últimos meses, o governo ressalta que o registro de altas temperaturas compromete o armazenamento.
Atualmente, dos 153 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), 11 estão sangrando. São eles: : Acaraú Mirim, da bacia do Acaraú, Caldeirões e Valério, da bacia do Alto Jaguaribe, Cahuipe, Maranguapinho e Itapebussu das bacias Metropolitanas, Quandú, São Pedro Timbaúba e Gameleira, da bacia do Litoral, Itaúna, da bacia do Coreaú.

Os municípios em situação de emergência são: Aiuaba, Alto Santo, Antonina do Norte, Apuiarés, Aracati, Araripe, Arneiroz, Assaré, Aurora, Baixio, Banabuiú, Barro, Barroquinha, Beberibe, Boa Viagem, Campos Sales, Capistrano, Caridade, Cariré, Cascavel, Catunda, Caucaia, Chorozinho, Crateús, Deputado Irapuan Pinheiro, Granjeiro, Ibaretama, Iguatu, Independência, Ipu, Iracema, Itatira, Jaguaretama, Jaguaribara, Jaguaribe, Jati, Jucás, Limoeiro do Norte, Miraíma, Mombaça, Monsenhor Tabosa, Morada Nova, Novo Oriente, Ocara, Orós, Pacatuba, Parambu, Pedra Branca, Penaforte, Pentecoste, Pereiro, Quixadá, Quixeramobim, Saboeiro, São Luís do Curu, Sobral, Solonópole, Tarrafas, Tauá, Tejuçuoca e Tururu.
*** Informações com CNEWS

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top