0
 Uma mulher de 45 anos que vive no estado americano de Ohio foi salva por bombeiros depois de ligar para a emergência em pânico, explicando que estava sendo atacada por uma jiboia.
A residente de Sheffield Lake era dona de outras 10 cobras, e havia resgatado a jiboia em questão, de 1,7 metros de comprimento, no dia anterior ao ataque.

A ligação
Não se sabe o que exatamente levou a jiboia a morder o nariz da americana, mas a chamada de emergência demonstra que ela ficou aterrorizada e sem fôlego.
Na gravação, a mulher tenta explicar o mais rápido possível a situação em que se encontra. A atendente mal pode acreditar no relato. Uma vez que a bizarra ocorrência é esclarecida, a atendente pergunta se a vítima está com dificuldade de respirar.
A mulher responde que está conseguindo respirar, mas há sangue por todos os lados e ela está com muito medo. “Se apressem, por favor!”, clama.
O resgate
Quando a ambulância e a polícia chegaram à cena, encontraram a mulher deitada na entrada de sua casa, com a cobra enrolada em seu pescoço.
Ao lado dela, havia uma gaiola de vidro vazia e aberta – uma pista para o início de todo o episódio.
“A jiboia estava enrolada ao redor de seu pescoço e mordendo seu nariz”, explicou o bombeiro Tim Card ao The Chronicle-Telegram.
Como a cobra não soltava o rosto da americana, não vendo outra alternativa para resgatá-la, os bombeiros usaram uma faca para cortar a cabeça da jiboia.
Perigo
Uma vez libertada, a mulher foi levada para o hospital com lesões não fatais.
O incidente serviu para aumentar a conscientização sobre os perigos de adotar ou resgatar espécies exóticas, potencialmente perigosas.
Quanto ao que provocou o ataque, um manipulador de animais local, Ed Skuza, disse ao USA Today que a mulher não deveria ter tentando segurar a jiboia logo após o resgate, e sim esperado pelo menos uma semana antes de tirá-la de sua gaiola.
Ele também acrescentou que algumas gotas de álcool poderiam ter feito a jiboia liberar sua vítima, impedindo o animal de ser sacrificado.
Um residente local, Steve Kosman, explicou que já havia visto a mulher caminhando pela área com suas cobras. “Talvez se livre delas agora”, disse

 Tres passos NEWS

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top