0
Fernando Carlos Feitosa e Michel Sampaio Coutinho são acusados de participar do esquema de venda de sentenças em plantões judiciais por R$ 150 mil.
A Ordem dos Advogado do Brasil no Ceará (OAB-CE) emitiu dois ofícios informando que Fernando Carlos Feitosa e Michel Sampaio Coutinho, acusados de envolvimento no esquema de venda de sentenças nos plantões judiciais do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) por até R$ 150 mil, podem voltar a advogar.

Confira os documentos:
Expresso 150

A Operação Expresso 150 investiga a venda de habeas corpus e liminares para a liberação de criminosos. Desembargadores e advogados agiam de forma ilegal durante os plantões de fim de semana, e chegavam a cobrar R$ 150 mil para por cada alvará de soltura.

O advogado cearense Fernando Carlos Feitosa, conhecido como “Chupeta”, é apontado como o chefe do esquema. Ele é filho do desembargador aposentado Feitosa, também acusado de envolvimento na venda de decisões judiciais favoráveis a criminosos.

A investigação mostra que “Chupeta” trabalhava em parceria com o escritório de Michel Sampaio Coutinho para liberar traficantes de drogas durantes os plantões no TJCE.

Fonte: Cearanews7

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top