0
Um rapaz de 21 anos foi preso em Caruaru, Agreste de Pernambuco, acusado de passar trotes para a polícia, noticiando falsos ataques a bancos na região e provocando mobilizações desnecessárias do efetivo. Escondido no bairro do Salgado, ele foi encaminhado para a Delegacia de Polícia de Santa Cruz do Capibaribe, cidade onde cometeu os crimes.

De acordo com a polícia, no sábado passado, o suspeito acionou a central telefônica do 24º Batalhão de Polícia Militar noticiando que havia duas caminhonetes tipo Hilux com vários elementos armados de fuzis e que parte da “quadrilha” estaria colocando grampos na ponte de acesso ao distrito de São Domingos. Segundo ele, o alvo seria possivelmente a agência do banco Santander. De imediato, foram acionadas várias viaturas de toda a área do Batalhão, que nada encontraram ao chegar ao local.

Ainda segundo a investigação, no dia seguinte, o acusado fez cerca de 10 ligações para o celular funcional da viatura de Fazenda Nova, anunciando que nas proximidades da Vila de Itaúna, havia três veículos com cerca de dez homens fortemente armados, além de estarem transportando grampos e explosivos. Na oportunidade, ele ainda acionou uma equipe do SAMU. Viaturas do BIESP e do BEPI foram ao ponto indicado, em mais uma mobilização de desperdício de enorme esforço operacional.

Ao longo da semana, o homem mudou a modalidade e passou a ameaçar mulheres via telefone, usando o nome de um oficial do Batalhão para extorquir as vítimas e ainda fotos de militares. De uma das vítimas, exigiu R$ 3 mil para que não realizasse uma revista na casa dela, prometendo “plantar” drogas para incriminá-la. Ao ser preso, ele confessou os vários trotes passados no Agreste.


Diário de Pernambuco

Postar um comentário

 
Top