0
No vídeo que circula nas redes sociais, ele coloca dois dedos sob uma mesa, em seguida ouve-se uma voz, dizendo “no três”, logo depois o homem corta os dedos da vítima com um golpe de facão. Mesmo com os dedos amputados, é obrigado a se comportar como se nada tivesse ocorrido. As cenas são fortes e demonstram que a “lei” das facções são rígidas.

“Isso aconteceu comigo porque eu estava falando com pirangueiros, aqui não passa nada, é tudo no três”. A vítima segura os dedos amputados e depois um terceiro pede que a moto dele seja entregue, o jovem torturado ainda pede que alguém o conduza ao hospital de Quixeramobim.

“Se perguntar o que foi isso, responda que foi uma queda de moto”, diz o ‘carrasco’, e acrescenta: “ninguém vai deixar no hospital não”.

Não há informação se o caso foi registrado na Polícia Civil de Quixeramobim. O vídeo não será postado aqui para preservar a vítima.

Informações Revista Central

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top