0
Uma adolescente, de 17 anos, teve fotos intimas vazadas por meio de aplicativos de celular e uma página de relacionamento da internet depois de ter o telefone furtado.
O caso foi comunicado a Policia Judiciária Civil do município. E por se tratar de uma menor de idade segue em sigilo.
Nas fotos, aparentemente tiradas pela própria jovem, ela aparece despida em diferentes locais de uma residência inclusive no banho.
As imagens viralizaram rapidamente na internet e foram compartilhadas em dezenas de grupos de WhatsApp. Também foram divulgados print’s de conversas intimas supostamente mantidas entre a jovem e o namorado.
Nesta quinta-feira (27) a adolescente procurou a Delegacia de Policia Civil para registrar um boletim de ocorrência do furto de seu aparelho celular, supostamente praticado no banheiro da escola estadual onde estuda.
Em depoimento ela afirmou ter esquecido o aparelho, porém ao retornar minutos depois o equipamento já havia sido subtraído.
O que chama a atenção neste caso é que a vitima não comunicou a existência e muito menos a publicação das imagens.
Mesmo diante da omissão de informações o caso é apurado pela policia.
Crime Federal
O armazenamento e/ou divulgação de imagens eróticas de crianças e adolescentes é considerado crime pelo Estatuto da Criança e do Adolescentes (ECA).
A lei federal 12.737 prevê pena de até seis anos de reclusão para quem for preso em flagrante delito.  

***** Informações com: 24 Hora News

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top