0
O presidente da JBS, Joesley Batista

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, acatou, nesse sábado (9), pedido de prisão de Joesley Batista e Ricardo Saud, do grupo J&F. Fontes da Polícia Federal informaram ao Estadão que, em tese, não há nada que impeça que as prisões sejam realizadas neste domingo (10).

O  Ceará News 7 noticiou mais cedo que a prisão se estenderia para o ex-procurador Marcelo Miller, mas isso não aconteceu.

Os pedidos foram motivados pelo conteúdo de uma gravação entregue pela própria defesa do Grupo J&F, na qual Saud e Joesley falam sobre a suposta interferência de Miller para ajudar nas tratativas de delação premiada. O ex-procurador ainda fazia parte do Ministério Público quando começou a conversar com os executivos, no fim de fevereiro. Ele pediu a saída da instituição em fevereiro e foi exonerado, de fato, apenas em abril.
fonte:cearanews7

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top