0
Mulher Melão esteve neste domingo, 24, no Toplessaço, na praia de Ipanema, Zona Sul do Rio. Desta vez o evento foi direcionado para as mulheres que tiveram câncer de mama e reconstituíram ou estão em processo de reconstituição do seio.
Inconformada com o fato
do Brasil ser um país onde é permitido deixar o bumbum de fora mas não os seios, Melão resolveu dar sua contribuição ao movimento realizado pelo Toplessinrio. "Chega de falso moralismo né, gente? Olha que coisa mais sem sentido: no Brasil as mulheres mostram o bumbum mas não podem exibir os seios. Temos que acabar com isso!", disse ela.
No Toplessaço deste domingo, foram apresentadas uma carioca e uma paulista que venceram o concurso Musa Topless Cor de Rosa promovido pelo movimento. A carioca Eliane Canegal, de 42 anos, e a paulista Carol Sanovicz, de 26.
As duas passaram por cirurgias de reconstrução do seio após masctectomia. "Esse Toplessaço traz de volta a autoestima da mulher que sofreu câncer de mama. Quem teve a doença tem que se libertar e virar a mesa. Não tem que ter medo de se esconder!".
top1.png
A musa carioca Eliane Canegal também estava presente. Ela teve câncer de seio há 14 anos, passou por 11 cirurgias e fez uma mastectomia. "Há 12 anos recebi um diagnostico de morte. Fiz 11 cirurgias, extrai o seio, fiz reconstrução de mama e hoje estou aqui. Estar viva é uma vitoria. Estou emocionada", disse.
Já a musa de São Paulo não pode comparecer porque faz quimioterapia.
"O que queremos é trazer de volta a vaidade dessas mulheres que tiveram câncer e resgatar a autoestima delas. Fizemos com as musas um belo ensaio fotografico onde pudemos resgatar a vaidade delas. O objetivo de todo o movimento em si é acabar com a erotização do seio pela nossa sociedade", afirmou Ana Paula Nogueira, presidente e criadora do Toplessinrio.
top2.png
top3.png
top4.png
top5.jpg
top6.png
top7.png
top8.png
top9.png
top10.png
top11.png
Fonte: Com informações do EGO
Publicado Por: Fábio Carvalho

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top