0
A estilista Yrna de Souza Castro, de 26 anos, foi encontrada morta na madrugada desta segunda-feira (2) no porta-malas do carro de seu namorado, Gregório Donizete Freire Neto, da mesma idade.
Segundo o depoimento do homem, eles se conheceram pelo aplicativo Tinder em dezembro do ano passado, e tinham o costume de usar drogas juntos. Na madrugada de domingo, o casal ingeriu grande quantidade de morfina e a moça desmaiou.
O namorado, então, teria colocado Yrna dentro do carro para levá-la ao hospital, ação que é confirmada pelas imagens das câmeras de segurança do apartamento. Gregório, no entanto, teria dormido no caminho, por conta do efeito da droga.
Ao acordar, ele percebeu que a namorada estava morta e desesperou-se. Dirigiu até próximo ao Cocó, colocou a moça no porta-malas do carro e voltou para casa. Neste momento, Gregório teria cortado os pulsos e tentado se matar. Segundo a delegada Socorro Portela o homem tinha marcas nos pulsos, batendo com o depoimento.
Foi apenas na noite de domingo, no entanto, que Gregório entrou em contato com a polícia para informar do ocorrido. O rapaz é deve responder por ocultação de cadáver.
Segundo a perícia, Yrna não apresentava marcas de lesões, o que leva a crer que a versão do namorado é verdadeira, de acordo com a delegada.
A Polícia aguarda o resultado do exame cadavérico e toxicológico para confirmar a causa da morte.
TV Diário

Postar um comentário

Você Repórter

Você Repórter
 
Top